Arquivo de dezembro, 2012

ImagemA ceia e o almoço de Natal estavam maravilhosos, tudo preparado com muito amor e os melhores ingredientes…mas, sempre acabamos exagerando um pouco. Então, nada melhor que um bom suco desintoxicante para limpar o organismo dos excessos.

Suco de couve e limão

200mL de água de coco
1 folha de couve manteiga
suco de 1/2 limão
adoçante, açúcar ou mel a gosto
gelo a vontade
Bata tudo em liquidificador e se desejar peneire.

Suco de beterraba e aipo

200 mL de água de coco
1/2 beterraba pequena crua e sem casca (em pedaços)
1/2 cenoura pequena crua e sem casca (em pedaços)
1/2 talo de aipo
adoçante, açúcar ou mel a gosto
gelo a vontade
Bata tudo em liquidificador e se desejar peneire.

Suco de refrescante de gengibre

200 mL de água de coco
1 pedaço de 1cmx1cm de gengibre
2 folhas de hortelã
4 pedaços de abacaxi
1 folha de couve manteiga
adoçante, açúcar ou mel a gosto
gelo a vontade
Bata tudo em liquidificador e se desejar peneire.

Pernil Assado com Alecrim

Publicado: 23/12/2012 em Almoço e Jantar

Ingredientes:
4 kg de pernil suíno
1 xícara (chá) de suco de limão
6 dentes de alho
1/2 maço de salsinha picada
2 folhas de louro
10 folhas de manjericão
2 colheres (sopa) de alecrim
quanto baste de sal
quanto baste de pimenta-do-reino branca

Modo de Preparo:
Limpe o pernil, retirando o excesso de gordura, fure com uma faca de ponta, para que o tempero penetre melhor e coloque-o na assadeira. Cubra com todos os temperos, esfregando-o bem, por toda a carne. Deixe-o no tempero por, pelo menos, 12 horas. O melhor é temperar de véspera e deixar na geladeira, coberto, até a hora de assar.
Cubra a assadeira com papel alumínio, com o lado brilhante do papel voltado para a carne e leve ao forno pré-aquecido a 220 graus. Existe um cálculo básico para o tempo de cozimento coberto, em forno médio: 1 hora, mais 30 minutos para cada quilo do peso da carne. Por exemplo, no caso do pernil de 4 quilos: 1 hora mais 4 x 30 minutos = 3 horas de cozimento coberto. Quando descobri-lo, verifique com um garfo se está macio e vire-o.
Deixe-o no forno, até que esteja de um dourado marcante, quase marrom, regando com o caldo que fica na assadeira. Não deixe esse caldo secar totalmente, pois constitui um ótimo fundo para o molho, se quiser preparar sanduíches, ou mesmo para servir com o pernil, pois concentra nele todo o sabor da carne e temperos. Nesse caso, desengordure-o um pouco, junte meia xícara (chá) de água, ou mais, se estiver salgado, e engrosse-o com um pouco de amido de milho (2 colheres chá, ou um pouco mais).
Fonte:http://cybercook.terra.com.brImagem

Chocottone

Publicado: 16/12/2012 em Lanches, Sobremesas

Acredita-se que o Panettone tenha sido criado no norte da Itália no século XV, por um jovem milânes da família Atellini. Sugundo a lenda, este jovem teria se apaixonado pela filha de um padeiro chamado Toni. A fim de conquistar o futuro sogro, o jovem teria se disfarçado de auxiliar de padeiro e assim acabou inventando o panettone. O invento foi um sucesso, e ficou conhecido como o “Pan de Toni”. Hoje temos diversas variações do Panettone, como Chocottone, de doce de leite, Goiaba, entre outros.

Tempo de preparo1h 00min

Rendimento15 porções

 

Ingredientes

  • 1 kg de farinha de trigo
  • 90 g de fermento fresco para pão
  • 1 xícara de água morna
  • 200 g de manteiga
  • 6 gemas
  • 1 xícara (chá) de açúcar
  • ½ xícara (chá) de mel
  • 1 colher (chá) de sal
  • Casca ralada de 1/2 limão
  • Casca ralada de 1/2 laranja
  • 1 pitada baunilha
  • 500 g de chocolate picado

Modo de Preparo

  1. Misture 100 g de farinha, o fermento e um pouquinho de água
  2. Deixe descansar por 15 minutos
  3. Na batedeira, coloque a manteiga, as gemas, o mel e o açúcar
  4. Bata
  5. Misture todos os ingredientes, colocando o chocolate por último
  6. Faça uma massa macia
  7. Cubra com um pano e deixe por 20 minutos
  8. Coloque a massa em formas de papel para panetone
  9. Cubra e deixe crescer até praticamente dobrar de volume
  10. Faça cortes em forma de cruz
  11. Leve ao forno médio, pré – aquecido, por aproximadamente 40 minutos

Fonte: www.tudogostoso.uol.com.br

            www.ofner.com.brImagem

Donuts do Homer Simpson

Publicado: 13/12/2012 em Lanches, Sobremesas

As famosas rosquinhas do Homer Simpson, chamadas “Donuts” foram criadas no século XVI por padeiros holandeses, eram bolinhos fritos recheados. Porém, somente em 1847, o marinheiro americano Hanson Gregory mudou o seu formato para rosquinha. E foi em meados de 1900, que caíram no gosto da população americana, através do surgimento da rede Dunkin’ Donuts. Hoje, é um dos símbolos da cultura americana, representado em filmes policiais e no famoso seriado “Os Simpsons”.

 

Ingredientes

Massa:

  • 1 xícara de chá de leite
  • 5 colheres de sopa de açúcar
  • ½ colher de chá de sal
  • 2 ovos
  • 5 colheres de sopa de manteiga ou margarina
  • 1 e ½ colher de chá de essência de baunilha
  • 4 xícaras de chá farinha de trigo
  • 1 tablete pequeno de fermento fresco

Recheio: 

  • 1 copo de água
  • 2 copos de leite
  • 1 lata de leite condensado
  • 5 colheres de sopa de amido de milho
  • 5 gemas
  • 1 colher de sobremesa de essência de baunilha
  • 1 lata de creme de leite sem soro

Cobertura

  • 40g de manteiga em temperatura ambiente 
  • 200g de açúcar de confeiteiro 
  • 3 gotas de corante alimentício vermelho (opcional) 
  • 35ml de suco de morango quente 
  • 1 pacote de granulado colorido

Modo de Preparo:

  • Massa:

Coloque os ingredientes da massa na ordem citada acima em um recipienteMisture tudo muito bem, até ficar uma massa com uma consistência boa para manipularCaso fique muito mole e grudenta, adicione farinha até ter a consistência desejadaSove um pouco e deixe descansar e crescer, até que dobre de tamanho (em média 1 hora e 20 minutos)Enfarinhe uma superfície limpa e lisa e abra um pouco da massa com um rolo, deixando-a com aproximadamente 0,5 – 0,8 cm de espessuraPara cortar, use um cortador especifico ou então dois copos (um de cerca de 10 cm e outro de 3 cm, para o centro)Pode-se também fazer os donuts para se rechear, fazendo então bolinhas de mais ou menos 5 cm e dando uma amassada nelas, para se obter o formato desejado (porém não pode-se deixar muito grosso, para não ficar cru depois de frito)Faça os donuts com toda a massa, repetindo sempre o procedimento citado acimaEm uma forma untada, coloque os donuts e deixe crescer até ficarem com 2cm ou mais de espessuraApós obter a espessura desejada, aqueça um pouco de óleo e para saber se está na temperatura ideal, teste um pouco de massaA massa não deve borbulhar, apenas fritarColoque os donuts, um a um e frite ambos os lados, até dourar bemRetire do fogo, coloque em papel toalha para secar

  • Recheio:

Bata na batedeira todos os ingredientes com exceção do creme de leite. Após bater, coloque em uma panela e leve ao fogo, mexendo até engrossar. Deixe esfriar e acrescente o creme de leite. Coloque na geladeira e quando estiver frio, já pode rechear os donuts.

  • Cobertura:

Misture em batedeira a manteiga, o açúcar e o corante. Junte o suco e bata até a mistura ficar lisa. Cubra os donuts com a cobertura, jogue alguns granulados por cima e deixe-os secar. 

 

Fontes: http://tudogostoso.uol.com.br

            http://receitasedicas.comImagem

Camarão na Brasa

Publicado: 09/12/2012 em Almoço e Jantar

Ingredientes

  • 1 kg de camarões grandes
  • 1 colher de chá de gengibre ralado
  • 2 colheres de sopa de alho amassado
  • 1 copo de vinho branco seco
  • 4 colheres de sopa de molho de soja
  • 4 colheres de sopa de óleo de oliva
  • Pimenta branca em grãos a gosto
  • 1 limão
  • Sal a gosto

Modo de Preparo

Lavar os camarões em água corrente. Em seguida deixe-os por cerca de 20 minutos em um recipiente com água e o suco de um limão. Prepare o molho misturando todos os ingredientes. Escorra bem os camarões e adicione-os ao molho deixando-os por cerca de duas horas na geladeira para absorverem bem o tempero. Use um espeto fino para levar os camarões à brasa mantendo-os a uma distância de 30 cm do fogo virando-os sempre e regando-os com o que sobrou do molho. Quando estiverem assados, servir com o acompanhamento de sua preferência.

Fonte: Imagemhttp://cybercook.terra.com.br

Harmonização de Vinhos

As festas de fim de ano estão chegando e para não errar na harmonização do vinho com os alimentos, seguem algumas dicas.

CARNES BRANCAS
Grelhadas ou em molho leve: Espumante brut ou Branco seco – jovem de boa estrutura ou maduro ou Tinto jovem ou de médio corpo
Grelhadas em molho forte: Tinto maduro de médio corpo a robusto
Caças de penas, pato e coq au vin: Tinto maduro de médio corpo a robusto
Peru: Tinto leve ou médio ou branco seco
Foie gras: Branco doce de alto nível (Sauternes, Tokay, etc.) ou fortificado doce (Porto Vintage, etc.) ou espumante de qualidade (Champagne Milesimé, etc.)
PEIXES E FRUTOS DO MAR
Grelhados ou em molho leve ou crus (sushi): Espumante brut ou demi-sec ou Vinho branco seco frutado jovem ou levemente maduro
Em molho forte: Branco maduro de boa estrutura ou Rosé seco de qualidade ou Tinto jovem de médio corpo
Bacalhau: Tinto jovem ou de médio corpo ou Branco maduro;
Anchova, atum, salmão e sardinha: Tinto jovem ou de médio corpo ou Branco maduro ou Rosado
CARNES VERMELHAS
Grelhadas ou em molho leve: Espumante brut ou tinto jovem leve ou de médio corpo
Em molho forte: Tinto maduro de médio corpo a robusto
Caças de pêlo: Tinto maduro robusto
MASSAS
Em molho leve ou branco: Espumante brut ou branco jovem ou maduro ou tinto jovem leve ou de médio corpo
Em molho condimentado ou vermelho: Espumante brut ou tinto maduro de médio corpo a robusto
QUEIJOS
Fresco de massa mole (Frescal, Ricota, Requeijão): Branco ou tinto jovem e leve
Fresco de massa filada (Mozzarela): Branco ou tinto jovem e leve
Maturado de massa mole (Brie, Camambert e Coulommiers): Branco maduro ou tinto jovem a maduro encorpado
Maturado de massa filada (Provolone): Branco maduro ou tinto jovem ou pouco envelhecido
Maturado de massa semidura (Emmental, Gouda, Reino, Prato, Saint-Paulin, Tilsit, Port-Salut): Tinto maduro de bom corpo
Maturado de massa cozida (Roquefort, Gorgonzola, Stilton, Danablue): Tinto maduro robusto ou branco doce superior ou fortificado doce
Maturado de massa semidura (Emmental, Gouda, Reino, Prato, Saint-Paulin, Tilsit, Port-Salut): Tinto jovem ou pouco velho
Maduro de massa dura (Parmesão, Pecorino): Tinto maduro robusto ou fortificado
Observação: Os Espumantes de qualidade, em especial os Champagnes, combinam com todos os tipos de queijo

SOBREMESA

Vinho Branco Doce de Qualidade Sauternes, Alsace (Vendange Tardive e Séletion de Grains Nobles), Tokay e os alemães com os predicados (“mit Predikat”): Auslese, Beerenauslese, Trockenbeerenauslese e Eiswein
Vinho Fortificado Demi-sec ou doce Porto (Ruby, Tawny, LBV, Vintage, etc.), Jerez (Amoroso, Oloroso ou Cream); Madeira (Verdelho, Boal ou Malmsey), Moscatel de Setúbal, Banyuls, Moscato d’Asti, Banyuls, Marsala, Málaga (Lagrima Christi), etc.
Espumante Demi-sec ou doce Asti (italiano), Cava (espanhol), Champagne Doux (francês), Sekt Suß (alemão), Blanquete de Limoux (francês) e outros espumantes
Fonte: http://www.academiadovinho.com.br

Está chegando o mais completo clube gourmet do Brasil!!!.