Arquivo da categoria ‘Bebidas’

ImagemIngredientes
Serve: 4
350 ml de café frio
450 ml de leite semi-desnatado
4 colheres (sopa) de cobertura de chocolate
2 colheres (sopa) de açúcar

Modo de preparo
Prep: 5 min | Tempo adicional: 4 horas 55 min

1. Coloque o café nas fôrmas de gelo. Deixe até que forme gelo ou durante a noite.
2. Em um liquidificador, misture os cubos de gelo de café, o leite, a calda de chocolate e o açúcar. Bata até ficar homogêneo. Coloque em copos e sirva.

Dicas do Gourmand: Use canecas especiais para cappuccino, e dê liberdade a sua criatividade. Você pode colocar no fundo da caneca calda de chocolate ou brigadeiro mole, acrescente um pouco do café mocha pronto. Em uma vasilha a parte misture a sobra da bebida com mais chocolate e canela em pó, e despeje suavemente na caneca (cerca de 1/3) da bebida e finalize com chantilly em spray.

Fonte: Gourmand Club e http://allrecipes.com.br/

Anúncios

Vinho no Verão, por quê não?

Publicado: 26/02/2013 em Bebidas

ImagemO senso comum prega que tomar vinho só é bom no inverno. Por ser uma bebida conhecida como mais encorpada (especialmente os tintos mais envelhecidos), aqui no Brasil as pessoas não têm o hábito de beber vinho em temporadas mais quentes, quando quem reina absoluta é a cerveja pilsen. Mas a bebida encaixa-se perfeitamente no nosso verão, se for tomada de forma adequada e com variações mais leves e frescas. Separamos aqui algumas sugestões para quem não quer abrir mão de uma boa taça de vinho mesmo quando o calor não dá trégua!

– Para os que têm receio de errar, uma aposta certeira são os vinhos brancos, rosés e espumantes, conhecidos por ser uma opção mais frutada, refrescante e alegre. Também podem ser resfriados em temperaturas mais baixas que os tintos; que no calor costumam dar sensação de moleza e sono.

– Como a estação também pede pratos mais frescos e leves, a melhor harmonização da bebida é com saladas, peixes e frutos do mar.

– Para os mais entendidos, a dica é procurar vinhos que apresentam maior acidez e graduação alcoólica moderada. Entre os brancos, a sugestão fica para os vinhos das cepas sauvignon blanc e chardonnay sem madeira, assim como os espumantes leves da França e proseccos italianos. Os rosés podem ser servidos em temperaturas que variam entre 7° e 14°C, e têm a vantagem de serem mais frescos do que o tinto e mais aromáticos do que o branco, harmonizando com uma extensa gama de pratos, que abrange também carnes magras e massas com molhos menos pesados e gordurosos.

– Para quem não abre mão dos tintos nem no calor, a recomendação é escolher um vinho mais jovem de boa acidez, como um Pinot Noir, servido em uma temperatura entre 14° e 16°C.

– Os espumantes e os frisantes são diferentes devido ao tipo de uva utilizada e à concentração de gás carbônico natural, sendo que os champanhes (que têm esse nome devido à sua procedência, da região de Champagne, na França) são os mais famosos.

– Outra boa opção para tornar o vinho mais agradável é utilizá-lo no preparo de drinques. O mais conhecido certamente é a sangria, de origem espanhola. Geralmente preparada com vinho tinto ou branco, frutas e um pouco de açúcar, a bebida é bastante adequada ao verão tropical. A receita tradicional leva vinho seco, frutas como laranja, abacaxi, maçã e uva, um pouco de refrigerante de limão, gelo e açúcar a gosto. Mas variações são sempre bem-vindas, é só usar a criatividade.

Fonte: http://dicas.guiamais.com.br/2012/01/13/vinho-no-verao-por-que-nao/

ImagemA receita do Cosmopolitan tem origem nos Estados Unidos durante os anos 80. O drink, porém, ficou famoso no mundo todo graças a Carrie Bradshaw, personagem principal do seriado Sex and the City. E ele é bem simples de se fazer.
Existem várias versões para a sua criação, passando por Minneapolis, San Francisco e Nova York, mas a mais aceita é a que a bartender Cheryl Cole criou o Cosmopolitan em 1985, em South Beach, na Florida. De acordo com Cheryl, a receita original do Cosmopolitan era composta por vodka absolut citron, triple sec, limão rosa e um suco de cranberry.
Em 1987, uma segunda bartender chamada Melissa Huffsmith conheceu o drink depois que um amigo contou que havia o experimentado no Florida. Ela fez pequenas alterações, substituindo o Triple Sec por Cointreau e o limão rosa por limão, e o levou para Nova York. Essa é ainda hoje a versão mais conhecida do Cosmopolitan.
Chega de história e vamos então a receita do Cosmopolitan:

– 50 ml vodka
– 50 ml suco de cranberry
– 15 ml cointreau
– 10 ml suco de limão

Combine todos os ingredientes em um shaker com cubos de gelo.
Bata vigorosamente por 20 segundos.
Sirva em copos de martini e sem as pedras de gelo.
Variações do Cosmopolitan:
Substitua o cointreau por blue curacao para um Cosmopolitan azul.
Substitua a vodka por rum para um Cosmopolitan caribenho.
Substitua o suco de cranberry por suco de morango para um Cosmopolitan de morango.
fonte: http://www.gastronomium.com.br/drink-receita-cosmopolitan/

Frapê de Coco

Publicado: 28/01/2013 em Bebidas

ImagemIngredientes
1 litro de leite gelado
1 lata de leite condensado
1 vidro de leite de coco pequeno
3 bolas de sorvete de coco

Modo de preparo:

Bata tudo no liquidificador com pedras de gelo e sirva na hora.
Fonte: http://ronaldorossi.com.br/

Batida de Chocolate

Publicado: 07/01/2013 em Bebidas

Ingredientes
1 barra de chocolate meio amargo
1 lata de leite condensado
450 ml de vodka
1 caixa de creme de leite

Modo de Preparo
Derreta o chocolate em uma vasilha de vidro no micro-ondas por aproximadamente 1 minuto (ou em banho-maria se preferir), acrescente o creme de leite e mexa bem
Em um liquidificador bata o leite condensado, a medida de vodka e a mistura do creme de chocolate
Bata por 5 minutos
Após coloque em uma garrafa pet de 2 litros, e leve ao congelador por 12 horas
Após 6 horas de congelamento, retire para chacoalhar a garrafa, afim de acentuar o sabor, e volte a congelar o restante do período
O drink fica bem cremoso
O ideal é servir com gelo, afim de deixar mais líquido e geladinho
Fonte: http://tudogostoso.uol.com.br/Imagem

ImagemA ceia e o almoço de Natal estavam maravilhosos, tudo preparado com muito amor e os melhores ingredientes…mas, sempre acabamos exagerando um pouco. Então, nada melhor que um bom suco desintoxicante para limpar o organismo dos excessos.

Suco de couve e limão

200mL de água de coco
1 folha de couve manteiga
suco de 1/2 limão
adoçante, açúcar ou mel a gosto
gelo a vontade
Bata tudo em liquidificador e se desejar peneire.

Suco de beterraba e aipo

200 mL de água de coco
1/2 beterraba pequena crua e sem casca (em pedaços)
1/2 cenoura pequena crua e sem casca (em pedaços)
1/2 talo de aipo
adoçante, açúcar ou mel a gosto
gelo a vontade
Bata tudo em liquidificador e se desejar peneire.

Suco de refrescante de gengibre

200 mL de água de coco
1 pedaço de 1cmx1cm de gengibre
2 folhas de hortelã
4 pedaços de abacaxi
1 folha de couve manteiga
adoçante, açúcar ou mel a gosto
gelo a vontade
Bata tudo em liquidificador e se desejar peneire.

Harmonização de Vinhos

As festas de fim de ano estão chegando e para não errar na harmonização do vinho com os alimentos, seguem algumas dicas.

CARNES BRANCAS
Grelhadas ou em molho leve: Espumante brut ou Branco seco – jovem de boa estrutura ou maduro ou Tinto jovem ou de médio corpo
Grelhadas em molho forte: Tinto maduro de médio corpo a robusto
Caças de penas, pato e coq au vin: Tinto maduro de médio corpo a robusto
Peru: Tinto leve ou médio ou branco seco
Foie gras: Branco doce de alto nível (Sauternes, Tokay, etc.) ou fortificado doce (Porto Vintage, etc.) ou espumante de qualidade (Champagne Milesimé, etc.)
PEIXES E FRUTOS DO MAR
Grelhados ou em molho leve ou crus (sushi): Espumante brut ou demi-sec ou Vinho branco seco frutado jovem ou levemente maduro
Em molho forte: Branco maduro de boa estrutura ou Rosé seco de qualidade ou Tinto jovem de médio corpo
Bacalhau: Tinto jovem ou de médio corpo ou Branco maduro;
Anchova, atum, salmão e sardinha: Tinto jovem ou de médio corpo ou Branco maduro ou Rosado
CARNES VERMELHAS
Grelhadas ou em molho leve: Espumante brut ou tinto jovem leve ou de médio corpo
Em molho forte: Tinto maduro de médio corpo a robusto
Caças de pêlo: Tinto maduro robusto
MASSAS
Em molho leve ou branco: Espumante brut ou branco jovem ou maduro ou tinto jovem leve ou de médio corpo
Em molho condimentado ou vermelho: Espumante brut ou tinto maduro de médio corpo a robusto
QUEIJOS
Fresco de massa mole (Frescal, Ricota, Requeijão): Branco ou tinto jovem e leve
Fresco de massa filada (Mozzarela): Branco ou tinto jovem e leve
Maturado de massa mole (Brie, Camambert e Coulommiers): Branco maduro ou tinto jovem a maduro encorpado
Maturado de massa filada (Provolone): Branco maduro ou tinto jovem ou pouco envelhecido
Maturado de massa semidura (Emmental, Gouda, Reino, Prato, Saint-Paulin, Tilsit, Port-Salut): Tinto maduro de bom corpo
Maturado de massa cozida (Roquefort, Gorgonzola, Stilton, Danablue): Tinto maduro robusto ou branco doce superior ou fortificado doce
Maturado de massa semidura (Emmental, Gouda, Reino, Prato, Saint-Paulin, Tilsit, Port-Salut): Tinto jovem ou pouco velho
Maduro de massa dura (Parmesão, Pecorino): Tinto maduro robusto ou fortificado
Observação: Os Espumantes de qualidade, em especial os Champagnes, combinam com todos os tipos de queijo

SOBREMESA

Vinho Branco Doce de Qualidade Sauternes, Alsace (Vendange Tardive e Séletion de Grains Nobles), Tokay e os alemães com os predicados (“mit Predikat”): Auslese, Beerenauslese, Trockenbeerenauslese e Eiswein
Vinho Fortificado Demi-sec ou doce Porto (Ruby, Tawny, LBV, Vintage, etc.), Jerez (Amoroso, Oloroso ou Cream); Madeira (Verdelho, Boal ou Malmsey), Moscatel de Setúbal, Banyuls, Moscato d’Asti, Banyuls, Marsala, Málaga (Lagrima Christi), etc.
Espumante Demi-sec ou doce Asti (italiano), Cava (espanhol), Champagne Doux (francês), Sekt Suß (alemão), Blanquete de Limoux (francês) e outros espumantes
Fonte: http://www.academiadovinho.com.br